Configurações de Acessibilidade

Tamanho do texto

Opções de cor

Monocromático Cor suave Escuro

Ferramentas de leitura

isolamento Régua

Artigos

95 posts

Estudos de caso

Lições do Pandora Papers: como investigar crimes financeiros

Do Pandora Papers às exposições massivas de lavagem de dinheiro, estamos testemunhando a era de grandes vazamentos que expõem a corrupção financeira. Mas como transformar um pen drive vazado em uma investigação global? Três jornalistas que fizeram parte da equipe do Pandora Papers – ofereceram lições na #GIJC21.

Ferramentas e dicas para reportagens

Como expor mentiras usando satélites e drones

Em uma sessão da #GIJC21 sobre o uso de mapas e imagens de satélite para investigações, três especialistas explicaram suas abordagens para analisar esse tipo de imagens, usando ferramentas de código aberto. Uma das técnicas inovadoras descritas levou a um Prêmio Pulitzer este ano – por expor a rede chinesa de centros de detenção muçulmanos – enquanto outra expôs a fala enganosa do governo sobre incêndios na Amazônia, e um terceiro literalmente colocou uma comunidade vulnerável da África no mapa.

Ferramentas e dicas para reportagens

Investigando o Crime Organizado: um novo guia da GIJN

Novo guia de reportagem da GIJN para investigar o crime organizado em todo o mundo, com nove capítulos divididos por temas-chaves e escritos pelos principais repórteres criminais.

Estudos de caso Notícias e análises

Investigando a mineração ilegal de ouro na Amazônia

Na década de 1990, quando a jornalista investigativa brasileira Kátia Brasil visitou um território indígena na Amazônia, a floresta estava “exuberante” e intacta. Mas a mineração ilegal de ouro tem levado a resultados devastadores. Duas equipes de investigação, da Amazônia Real e da Repórter Brasil, decidiram que era hora de mergulhar nessa indústria secreta para descobrir quem está por trás da mineração de ouro que está deixando uma cicatriz na região.

Conferência Global de Jornalismo Investigativo 2021: uma prévia

Aqui está uma prévia do que a GIJN e parceiros têm programado: uso de imagens de satélite, mudanças climáticas, crime e corrupção, saúde e medicina, questões indígenas, feminicídio, eleições, como lidar com esgotamento, rastreamento de voos, podcasts, documentários, dicas de segurança, além de dados, dados e mais dados.

Jornalismo de dados

Novas ferramentas e dicas para investigar mudanças climáticas

Quer saber como investigar as mudanças climáticas e onde encontrar os melhores dados? Repórteres científicos do BuzzFeed News, NPR e ProPublica compartilham dicas sobre fontes de dados pouco conhecidas que podem tornar as histórias das mudanças climáticas mais fáceis de relatar e entender.

Ferramentas e dicas para reportagens

Como jornalistas brasileiros usaram lei de acesso à informação para revelar pagamentos de pensões

Setenta reportagens e ainda contando. Esse é o principal resultado de uma luta contínua travada desde 2017 pela divulgação dos dados de todos os pagamentos de pensões e aposentadorias do governo brasileiro. Na linha de frente está a Fiquem Sabendo, uma agência de jornalismo especializada na Lei de Liberdade de Informação daquele país e membro da GIJN.

Notícias e análises

Investigando incêndios florestais em meio a falta de dados na Venezuela

Em março de 2020, a jornalista ambiental Helena Carpio, se inclinou para fora de sua janela para ver Caracas cheia de fumaça. Algo estava queimando, mas ninguém sabia onde e não havia notícias oficiais sobre o que estava acontecendo. Ela começou a investigar, e o resultado é uma análise de duas décadas de dados de satélite em focos de calor para explorar quando, onde e por quê dos incêndios florestais na Venezuela e em toda a América Latina.

Perfis dos membros

Sob ataque: reportagens e investigações corajosas do site salvadorenho El Faro

Desde 1998, o El Faro luta pela prestação de contas públicas em El Salvador, um país da América Central oprimido pela pobreza, uma história de conflito civil e gangues criminosas. Mas depois de décadas investigando organizações criminosas, corrupção e práticas ilegais das forças de segurança, o jornal pode estar enfrentando um de seus maiores desafios.

Notícias e análises

Dicas para entrevistar vítimas de tragédias, testemunhas e sobreviventes

Não existe um método infalível para entrevistar pessoas que foram vítimas ou sobreviventes de eventos traumáticos, como violência, crimes, desastres ou acidentes. Mas Marcela Turati, cofundadora da Quinto Elemento Lab, organização mexicana de jornalismo investigativo sem fins lucrativos, compartilha recomendações que podem ser usadas para conduzir uma entrevista humana, sensível e respeitosa.