A 11ª Conferência Global de Jornalismo Investigativo: um aperitivo

English

A Conferência Global de Jornalismo Investigativo é o maior encontro mundial de jornalistas investigativos e de dados. Conhecida como “The World Expo of Muckracking”, as conferências já reuniram mais de 7.000 das pessoas mais ativas do mundo da mídia desde 2001. Realizada bienalmente, as conferências são amplamente reconhecidas como peça fundamental na rápida expansão global do jornalismo de dados e do jornalismo investigativo. #GIJC19 – marcada para os dias 26 a 29 de setembro, em Hamburgo, na Alemanha, será nossa 11ª conferência. Nós esperamos a presença de mais de mil jornalistas de 130 países.

Seleção do editor: as melhores reportagens investigativas em português de 2018

English

Quer saber mais sobre jornalismo investigativo em português? Acesse GIJN em Português.Este foi um ano de transformações significativas no universo de língua portuguesa – em especial no Brasil, onde escândalos de corrupção seguiram levando políticos para a prisão e impulsionaram a candidatura de um candidato de extrema-direita para a Presidência. Neste ano, jornalistas não apenas expuseram práticas corruptas, mas também revelaram questões importantes sobre abuso sexual e sobre a prática de aborto no país. Breno Costa, editor da GIJN em Português, selecionou algumas das melhores investigações jornalísticas de 2018. O domínio das milícias
Um dos grandes trabalhos do ano no Brasil, na área de jornalismo de dados, mesclado com investigação.

A RSF publica o seu relatório: Assédio online de jornalistas: quando os trolls atacam

Em um novo relatório da organização Repórteres sem Fronteiras, “Assédio online a jornalistas: quando os trolls atacam”, sua rede global de correspondentes em 12 países joga luz sobre os mais novos perigos para jornalistas: ameaças e insultos em redes sociais com o objetivo de intimidar e silenciar profissionais da imprensa. RSF definiu estas 25 recomendações (trechos abaixo) sobre como governos, organizações internacionais,