Configurações de Acessibilidade

Tamanho do texto

Opções de cor

Monocromático Cor suave Escuro

Ferramentas de leitura

isolamento Régua

Recursos

» Guia

Guia Ferramentas para Redações – Introdução

Leia este artigo em

Aqui estão ferramentas para ajudar as pequenas redações com todo o trabalho que não seja a apuração de notícias: pagar as contas; agendar projetos colaborativos e manter canais de comunicação colaborativos para os membros da equipe; editar e publicar um podcast; criar um gráfico para as redes sociais e, em seguida, ver o desempenho da publicação. Com uma grande quantidade de produtos no mercado, todos alegando ser os melhores ou unicamente necessários, pesquisar as melhores soluções e depois pagar por elas pode ser complicado. Selecionamos uma série de opções populares em algumas categorias importantes, com baixo custo como um dos critérios principais.

A maioria dos produtos oferece versões de teste gratuitas e a maioria tem uma versão “freemium” – uma opção gratuita com recursos limitados, e as versões pagas com uma variedade mais ampla de recursos. A maioria das empresas considera o suporte ao cliente um complemento premium que vem com assinaturas pagas, que é outro fator crucial a ser considerado por pequenas organizações com suporte técnico interno limitado.

Muitas dessas empresas oferecem descontos para organizações sem fins lucrativos, instituições de caridade e instituições educacionais; a maioria exige que as organizações forneçam alguma documentação. Organizações de notícias sem fins lucrativos, instituições de caridade e ONGs também devem consultar a TechSoup antes de tomar decisões sobre a implementação de softwares. A TechSoup trabalha em parceria com empresas do setor de tecnologia para fornecer aos membros registrados software gratuito ou com desconto, incluindo produtos populares e caros, como Microsoft Office e Adobe Creative Cloud. Eles também oferecem cursos e oportunidades de networking. As ofertas e preços variam de acordo com o país e cobram uma taxa administrativa para alguns produtos.

Uma observação sobre software livre e de código aberto: esses produtos são normalmente desenvolvidos e mantidos, total ou parcialmente, por voluntários. Embora possam ter os mesmos recursos e capacidades das ferramentas pagas, normalmente carecem de interfaces elegantes. Ao usá-los pela primeira vez, os usuários geralmente comentam que parecem desatualizados. Essas ferramentas podem funcionar mais lentamente e parecer menos intuitivas do que produtos como Excel ou Photoshop e também normalmente requerem mais conhecimento técnico para serem implementadas do que o softwares comerciais, que são mais “ligar e usar” (PnP, no inglês). Dito isso, as ferramentas que selecionamos têm comunidades de usuários fortes em todo o mundo. Uma grande quantidade de documentação online, como vídeos tutoriais do YouTube, wikis e grupos de usuários que podem ajudar novos usuários a superar obstáculos.

Além de seu custo monetário, os softwares desse tipo oferecem benefícios de segurança. Como esses produtos são de código aberto, a comunidade de usuários pode revisar o código, o que diminui a probabilidade de um aplicativo incluir bugs ocultos ou backdoors. Enquanto algumas empresas oferecem seus produtos pagos apenas em alguns países, a maioria desses softwares não têm tais limitações. Por terem bases de usuários globais, esses programas costumam ser traduzidos para mais idiomas do que produtos comerciais.

Por fim, o uso de ferramentas gratuitas de empresas como o Google ou o Facebook geralmente vem ao custo da sua privacidade. Em troca de disponibilizar essas ferramentas sem nenhuma cobrança, essas grandes empresas de tecnologia irão analisar e minerar seus dados, bem como os de seus usuários e, dependendo do país, potencialmente fornecer acesso às autoridades. Em alguns casos, você pode achar que a facilidade de uso e o tempo rápido de configuração de uma determinada ferramenta valem a pena, mas você deve ler cuidadosamente as políticas de privacidade do software e levá-las em consideração ao escolher uma ferramenta.

Todos os preços neste guia são de 24 de junho de 2021 e em dólares americanos, a menos que seja especificado de outra forma, com Imposto sobre Valor Agregado (IVA) não incluso. O idioma listado é o idioma no qual a ferramenta está disponível. Onde as informações estavam prontamente disponíveis, observamos quaisquer limitações na disponibilidade geográfica de uma ferramenta.

Este guia foi produzido graças ao apoio do Google News Initiative. Ele foi pesquisado e escrito por Talya Cooper, uma pesquisadora baseada em Nova York que trabalhou como arquivista do arquivo de Edward Snowden no The Intercept e como gerente de arquivo no StoryCorps. Ela é coautora, com Alison Macrina, de “Anonymity”, um guia de tecnologia de antivigilância e privacidade para bibliotecários. Este guia foi editado por Nikolia Apostolou e Reed Richardson. Ilustrações criadas por Sentavio, via Freepik.com. Design: Chafiq Faiz.

Republique nossos artigos gratuitamente, online ou impressos, sob uma licença Creative Commons.

Repubique este artigo


Material from GIJN’s website is generally available for republication under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International license. Images usually are published under a different license, so we advise you to use alternatives or contact us regarding permission. Here are our full terms for republication. You must credit the author, link to the original story, and name GIJN as the first publisher. For any queries or to send us a courtesy republication note, write to hello@gijn.org.

Leia em seguida