Escreva para nós!

A Rede Global de Jornalismo Investigativo publica artigos sobre a prática do jornalismo investigativo em todo o mundo. Estamos sempre à procura de colaboradores interessados em escrever sobre as particularidades do ofício: detalhes práticos, dicas, ferramentas, estratégias e estudos de caso, bem como sobre novos modelos de jornalismo.

Nossos colaboradores têm experiência em jornalismo investigativo e outras áreas relacionadas relevantes ao tema e incluem jornalistas, acadêmicos, instrutores e membros da GIJN. Nossas histórias geralmente contém entre 500 e 1500 palavras, nosso salário é competitivo e depende de especialização e experiência.

Leitores em mais de 100 países visitam nosso site diariamente, assim seu trabalho chegará a um público ativo e global. Nossa missão é fortalecer e divulgar o jornalismo investigativo de qualidade em todo o mundo, e nossas publicações são a chave para isso.

Nosso forte

Adoramos estudos de caso que ajudam nossos leitores ao redor do mundo – jornalistas, jornalistas investigativos, estudantes de jornalismo e pessoas da sociedade civil e organizações sem fins lucrativos envolvidas em temas como democracia, liberdade de expressão e combate à corrupção – a compreender melhor os temas e métodos investigativos. Também publicamos perfis de grupos de jornalismo investigativo – e às vezes de pessoas – que nos ajudam a aprender mais sobre como os jornalistas continuam investigando mesmo em condições difíceis no mundo todo. Também temos interesse em artigos sobre jornalismo de dados e visualização de dados, novas ferramentas e técnicas e questões de sustentabilidade, bem como como criar histórias cativantes ou narrativas atraentes. 

Nosso ponto forte é desvendar a mecânica básica das investigações, incluindo as melhores práticas em pesquisas online e rastreamento de operações financeiras, métodos para investigar a formação de instituições poderosas e a navegação em registros complexos. Uma boa entrevista, com um jornalista investigativo que está fazendo histórias interessantes e inovadoras, por exemplo, seria bem recebido. O uso inteligente e inovador de multimídia, design online, colaboração e reportagens com jornalistas infiltrados também encontrariam uma boa audiência. E histórias de nossos colegas lutando para conseguir fazer seu trabalho em todo o mundo – África, Ásia, Américas, Europa, Oriente Médio e além – são particularmente pertinentes.

Se você está se perguntando como definimos o jornalismo investigativo, confira nosso artigo sobre o assunto.

Interessado em contribuir?

Envie uma ou duas ideias breves – incluindo um título, sobre o que é a história, quem você entrevistará e por que você é a pessoa ideal para escrever esse artigo – junto com links para exemplos de trabalho recentes e uma biografia ou currículo para hello@gijn.org ou para nossa editora de português, Ana Beatriz Assam em anabeatriz.assam@gijn.org. Propostas para o site global devem ter relevância e aplicação internacional e devem ser em inglês.

Ideias para histórias

Abaixo estão alguns exemplos de artigos que publicamos para ajudá-lo a entender nosso estilo – simples, direto, com muitos exemplos práticos. 

Dicas e ferramentas

Aqui está um artigo sobre seis ferramentas de código aberto para usar ao trabalhar de casa e outro sobre métodos forenses que são usados por jornalistas para cobrir forças de segurança. Nossa série Minhas Ferramentas Favoritas é uma das preferidas dos leitores.

Como foi feito

Nossa série “How they did it”, que mostra os bastidores de reportagens se concentra em projetos específicos – como este artigo sobre como as universidades dos EUA lucraram com as terras indígenas ou como o De Correspondent expôs grupos de direita – ou um método investigativo, como o de repórteres que usaram pesquisas de telefone celular para investigar o conflito em curso no Sudão do Sul.

Estudos de caso

Também gostamos de estudos de caso sobre as lições aprendidas, como este artigo sobre como o OCCRP se defendeu nos tribunais do Reino Unido ou dicas de um veículo com programa de membresia sobre campanhas de crowdfunding bem-sucedidas na Hungria.

Perfis, tendências de inovação e projetos

Conferências regionais são sempre uma grande fonte de ideias para histórias, e tendências em torno de questões regionais podem ser encontradas em projetos regionais ou específicos de cada país, com interesse global. Artigos sobre projetos inovadores em torno do jornalismo investigativo e aprofundado são sempre de interesse. Aqui está um artigo com a visão pessoal de um jornalista aborígine na Austrália, e aqui está uma análise sobre como a língua inglesa está distorcendo a narrativa das notícias globais.

Panoramas e listas

Temos muito interesse em resumos e compilações. Confira nossas recomendações sobre os melhores podcasts investigativos, ferramentas e técnicas para desmascarar redes de desinformação e dicas sobre como obter imagens de câmeras de segurança de uma cena de crime.

Guias do Centro de Recursos

A GIJN gerencia um popular Centro de Recursos online com centenas de listas de dicas, guias de reportagem, vídeos e muito mais. Viu um assunto importante que não cobrimos? Se você tiver experiência ou uma visão única sobre o tema, envie-nos sugestões de guias ou listas de dicas.